7 Coisas que deve saber sobre o Software de Produção

Por Peter Mate, Presidente da Planit Canada



"Eu sei o suficiente para saber que a madeira é perigosa. Os profissionais conhecem a madeira de dentro para fora. Há coisas que se aprende com os anos de experiência, que um amador pode simplesmente não saber. O que eu realmente sei é sobre o software de produção e gostaria de partilhar algumas informações importantes, para que possa evitar algumas surpresas menos boas."


1 - Faça um seguro para o seu software

Se algo acontecer com o seu software, seja um incêndio, roubo ou qualquer outro cenário que o coloque numa posição em que precisará de entrar em contacto com o seu fornecedor para obter outra licença, deve ter sempre um seguro para cobrir o valor total da substituição do seu software. A maioria das empresas de software vai tentar fazer o que puder para ajudar, mas mesmo nas licenças sem chave e de rede atuais, é extremamente difícil garantir que a licença seja destruída e não possa ser usada por ninguém. O seguro é sua base de segurança.


2 - Faça backup dos seus dados

Este é provavelmente o melhor investimento que pode fazer. Sugiro que configure dois ou três sistemas de backup diferentes para os dados mais importantes. Configure um backup automático num disco rígido externo. Configure um backup automático na nuvem. Desta forma salvará as suas informações num local fora e assim terá acesso a estas informações caso algo aconteça com nos computadores do escritório ou se houver uma perda total. Se tiver um servidor, também poderá configurar um backup. O segredo é tornar os backups automáticos.


3 - Software no estado "Sunset"

Todas as empresas de software têm dificuldade em oferecer suporte, análise de erros, formação e instalação de várias versões de software. Este é um dos principais motivos pelos quais as versões de software de produção acabam por entrar em sunset (sem possibilidade de atualização). Gerir a produção com software antigo pode parecer confortável porque funciona e você sabe como usá-lo, mas no dia em que ele parar de funcionar, será o dia em que desejará ser pró-ativo. A probabilidade de encontrar aquele software antigo e voltar a colocá-lo em funcionamento será um desafio. Evite uma dor de cabeça, trabalhando sempre numa versão recente do software.


4 - Preços e Manutenção em perspectiva

Ao longo dos anos, o preço do software subiu. Há 20 anos atrás, podia comprar um portátil por milhares de euros e colocar um software por centenas de euros. Hoje, o inverso é uma realidade. Você pode comprar um portátil com algumas centenas de euros e gastar milhares de euros em software. Além dos custos iniciais, normalmente existem custos anuais de manutenção do software. São esses custos anuais que ajudam ao desenvolvimento contínuo do software. Corrigindo problemas, adicionando recursos, adaptando-se ao novo hardware do mercado, etc. Esses custos de produção são normalmente de 15 a 25% do valor atual do seu software. Se você tiver € 25k de valor em software atual, a sua taxa de manutenção pode ser de € 3k- € 6k por ano. Normalmente, se perder um ano ou mais de manutenção, há taxas atrasadas para cobrir o período perdido.


5 - EULA

Aquilo que ninguém lê. O Contrato de Licença de Utilizador Final (End User License Agreement). Normalmente, ao instalar o software, você aceita o EULA. Normalmente, o EULA protege o desenvolvedor de software dos efeitos negativos que o software possa ter na sua empresa, no seu equipamento, perda de receita, etc. Todo software tem bugs, o EULA também protegerá o desenvolvedor dos efeitos desses bugs. Faz parte da tecnologia que todo software tenha bugs e por vezes nem funcione.


6 - Software pirateado

Cada vez mais os programadores de software são capazes de identificar quem está a usar versões ilegais do software. Aqui o risco para os empresários é grande. Não só pelo facto da empresa baixar software ilegal e estar a usá-lo, como pode também ser um funcionário que fez download sem o proprietário saber. É um risco enorme! Certifique-se de ter uma política de pirataria de software em vigor na sua empresa e que todos entendem a importância de usar software legal.


7 - A formação é para sempre

Conforme o software evolui, a aprendizagem continua. Nunca acaba. Deve prever um orçamento e um plano para continuamente aprender e refinar a utilização do software na sua empresa. Quanto mais atualizado se mantiver com os novos recursos e melhorias, menos chatices terá mais tarde. Um pouco de formação e melhoramento contínuos, evitará uma grande reforma no futuro.

O software é um grande investimento que requer trabalho contínuo para ser usado em todo o seu potencial. Com a falta da mão de obra qualificada, aumento de salários, pressão para alcançar o melhor equilíbrio entre trabalho/ vida pessoal e máquinas controladas por computador mais acessíveis e capazes, o retorno acaba por ser maior do que investimento monetário inicial.